Petição “Quantos somos com diabetes tipo 1?”

Petição “Quantos somos com diabetes tipo 1?”, que apela à concretização de um registo nacional da diabetes tipo 1, foi hoje lançada no site do Parlamento para recolha de assinaturas.

Lisboa, 3 de fevereiro de 2020

 

A diabetes tipo 1, doença que se pode desenvolver em qualquer idade, é ainda pouco conhecida pela população em geral e decisores de políticas de saúde, e frequentemente confundida com a diabetes tipo 2, muito mais prevalente. Apesar do aumento da sua incidência e prevalência, não existe, em Portugal, um programa estruturado e coerente que aborde a diabetes tipo 1 em todas as idades.

Pelas suas implicações, a diabetes tipo 1 exige uma abordagem muito própria e de grande exigência. As pessoas com diabetes tipo 1 precisam de injetar insulina diariamente e monitorizar os níveis de glicemia de forma a manter nos níveis apropriados. Sem insulina, não sobrevivem. A educação terapêutica, o acompanhamento multidisciplinar, o autocontrolo e a autogestão são ferramentas fundamentais para quem vive com esta doença.

Segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF), estima-se que, em todo o mundo, 1,1 milhão de crianças e adolescentes (com menos de 20 anos) tenham diabetes tipo 1 (IDF Atlas, 9.ª edição, 2019), sendo uma das doenças crónicas mais comuns na infância.

Em Portugal não existe um registo único e comum para a diabetes tipo 1 em todas as idades. Um registo nacional atualizado que permita a aquisição de mais e melhor conhecimento científico sobre a real dimensão da diabetes, permite pensamento crítico para uma melhor definição das políticas de saúde relacionadas com a doença e para o enquadramento de novas perspetivas terapêuticas a nível imunológico e tecnológico.

Em muitos países, a concretização de um registo nacional resultou ser o ponto de partida para promover estratégias mais eficientes. Esta é uma reivindicação das pessoas com diabetes tipo 1, seus familiares e cuidadores, e da comunidade científica, incluindo os profissionais de saúde desta área.

Para levar a cabo esta intenção, a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, com o apoio da Associação Mellitus Criança, do Grupo DiabéT1cos, da Sociedade Portuguesa de Diabetologia, da Secção de Endocrinologia e Diabetologia Pediátrica da Sociedade Portuguesa de Pediatria e do Núcleo de Estudos da Diabetes Mellitus da SPMI – Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, lançou hoje uma petição online que apela à concretização de um registo nacional da diabetes tipo 1.

 

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!