Cuidadores informais, a necessidade de cuidar de quem cuida

A APDP Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, integra o Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais, iniciativa promovida pela Merck Portugal com o apoio da Embracing Carers.

 

Lisboa, 17 de dezembro de 2020

O Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais tem como objetivo realçar o papel do cuidador informal e defender os seus direitos, proporcionando um debate público e político sobre esta temática. O Movimento criou um site e pretende, a curto e médio prazo:

  • realizar um Inquérito Nacional aos Portugueses e aos Cuidadores Informais – veja os resultados aqui;
  • implementar um Plano Nacional de Comunicação e de Consciencialização;
  • rever as medidas de apoio aos Cuidadores Informais.

Em Portugal Continental o Estatuto do Cuidador Informal foi aprovado em 2019 e estabelece os direitos e deveres da pessoa cuidada e do cuidador, bem como medidas de apoio, entre as quais o subsídio de apoio ao cuidador informal principal. O cuidador informal é aquele que presta apoio, a tempo inteiro ou parcial, temporário ou permanente, a alguém que não consegue, de forma autónoma, satisfazer as suas necessidades, ou realizar atividades de vida diárias. Este apoio não é remunerado e ocorre em contexto domiciliário. Em Portugal não existem dados oficiais com a prevalência dos cuidadores informais, mas estima-se que estes sejam cerca de 827 mil (Eurocarers).

A APDP integra este Movimento por considerar que os cuidadores assumem um papel relevante na gestão da diabetes, motivo pelo qual devem estar incluídos e ter conhecimento do plano terapêutico da pessoa cuidada, adquirir competências sobre diabetes e, em simultâneo, serem-lhes dadas condições para usufruírem verdadeiramente dos seus direitos.

A diabetes é uma doença crónica que afeta pessoas em qualquer idade e está associada a um maior risco de desenvolvimento de complicações a vários níveis pelo que podemos estar perante crianças, jovens, adultos e idosos que requeiram cuidado por parte de terceiros. Neste caso, o cuidador é alguém que trabalha em conjunto com os profissionais de saúde em prol do bem-estar e da qualidade de vida da pessoa cuidada. Contudo, isto apenas será possível se estiverem reunidas as condições necessárias para que o cuidador possa exercer em pleno o seu papel sem ser, mais tarde, alvo de complicações ou problemas de saúde.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Portal da Diabetes