Ensaios clínicos

Pela complexidade inerente ao protocolo dos ensaios clínicos, torna-se essencial um elevado nível de coordenação e organização para a sua concretização. A equipa multidisciplinar da APDP, constituída por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, técnicas de análise laboratorial e cardiologia, entre outros, desempenha um papel crucial em todo este processo. Aqui estão incluídas desde a salvaguarda das questões éticas, por uma Comissão de Ética própria, ao recrutamento de pessoas com diabetes, assistido por triagem informática.

Perante um potencial participante, é realizado o convite para participar no estudo, altura em que lhe é entregue o consentimento informado, para que possa ler, levar para casa e analisar com quem lhe parecer melhor. Somente após esclarecidas todas as dúvidas e questões, e mantendo-se o interesse em participar, o consentimento é assinado e datado, dando-se início a todo um processo de acompanhamento que inclui o habitualmente realizado na APDP e o proposto pelo protocolo do estudo.

Desta forma, a segurança e a qualidade do acompanhamento, fundamentais no decorrer de um ensaio clínico, estão sempre assegurados. É de notar que a APDP colabora e participa em estudos observacionais, epidemiológicos e ensaios clínicos quando estão previstos benefícios para o acompanhamento e tratamento da diabetes, contribuindo através de um processo sistemático e rigoroso, para os avanços científicos e conhecimentos de novas moléculas de fármacos para o tratamento da diabetes, e assim obter ganhos em saúde para a pessoa com diabetes.

 

Ensaios Clínicos a decorrer:

ASCEND – Ensaio de fase III, aleatorizado, em regime aberto (oculto para o Promotor), controlado com substância activa, de grupos paralelos, multicêntrico, orientado por eventos em doentes sem diálise com anemia associada, à doença renal crónica para avaliar a segurança e eficácia do Daprodustat em comparação com Darbepoetina alfa.

DINAMO – Ensaio em dupla ocultação, aleatorizado, controlado por placebo, em grupos paralelos, para avaliar a eficácia e a segurança da Empagliflozina e da Linagliptina após 26 semanas de tratamento, com período de extensão de segurança do tratamento ativo em dupla ocultação até 52 semanas de tratamento, em crianças e adolescentes com diabetes mellitus tipo 2.

FOCUS – Long-term effects of semaglutide on diabetic retinopathy in subjects with type 2 diabetes.

VESALIUS – A Double-blind, Randomized, Placebo-controlled, Multicenter Study to Evaluate the Impact of Evolocumab on Major Cardiovascular Events in Patients at High Cardiovascular Risk Without Prior Myocardial Infarction or Stroke

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Portal da Diabetes